sábado, 26 de janeiro de 2008

Oi.

É tão estranho escrever em um lugar tão publico como um blog.
Quem quiser, e quando quiser pode ler. Não gosto disso. Não, não.
Por esse mesmo motivo, não vou seguir o que a maioria dos “blogueiros” fazem. Escrever todos seus pequenos pensamentos por mais pseudointelectuais sejam eles.
Uma vez estava conversando sobre isso com meu irmão... discutíamos se o “não expor” era falta de maturidade. Sim, pois se você expõe um texto, logicamente as pessoas vão criticar.
A conversa da maturidade entra bem ai. Maaas, para não prolongar o assunto e começar outra discussão...
Meu problema não é a falta de maturidade. Cheguei a essa conclusão faz muito tempo.
Não gosto de pessoas explicitas. Não gosto de publicar textos. Não gosto de postar fotos.
Prefiro o bloquinho e a caneta preta, que ainda te da o direito de riscar o que escreveu errado. Acho que aprendi isso (e mais milhares coisas) com meu irmão. (:



quando eu tiver setenta anos
então vai acabar esta minha adolescência
vou largar da vida louca
e terminar minha livre docência
vou fazer o que meu pai quer
começar a vida com passo perfeito
vou fazer o que minha mãe deseja
aproveitar as oportunidades
de virar um pilar da sociedade
e terminar meu curso de direito
então ver tudo em sã consciência
quando acabar esta adolescência

Paulo Leminski.

4 comentários:

Duane. disse...

Bem vinda a esse submundo criado para pessoas que definitivamente são sem o que fazer. :D
e concordo, bloquinho e caneta preta (da marca bic, de preferência.) é muito melhor. Mas minha mão doi de tanto escrever em papel, então, esse besteirogger é um plano B. E eu já estou quebrando a 'regra' de comentários, por estar escrevendo um tão grande. tá vendo? falta do que fazer. Eu vou é pro pagodão que tá rolando aqui no meu quintal, graças ao meu brother e seus amigos, que também são um bando de sem o que fazer. Legal, não? :) :*
Morri.

Duane. disse...

POSTA NISSO AQUI! ¬¬

Filippe disse...

Caarol, quanto tempo heeein. !
beijo !

Isadora Sodré disse...

Toda vez que eu fico com muita saudade de você, eu apareço aqui e leio esse post.


Te amo muito